Ouro

mother baby

Em certa ocasião, Bhaskali aproximou-se de seu Guru, Bhaba, e perguntou-lhe onde se encontrava o Eterno, o Infinito Supremo, o Brahman dos Upanishads. O mestre não respondeu e o discípulo então, continuou perguntando-lhe uma e outra vez e ele sequer abriu os lábios. Ao final o mestre disse-lhe: “Estive te dizendo uma e outra vez mas você não me entendeu; Que eu posso fazer? Esse Brahman, o Infinito, o Eterno, não pode ser explicado, mas sim conhecido através do silêncio profundo. Não existe nenhum outro lugar em que ele possa habitar, só no silêncio profundo e eterno!. Ayam, Atman, Santah. Este Atman é o silêncio”. (link)

Para muitos praticantes de yoga um dos atributos mais difíceis de desenvolver e praticar é mauna — o voto de silêncio. Ele não faz parte dos yamas e niyamas, é algo pouco mencionado nos textos clássicos e são raras as escolas em que ele é encarado como uma prática efetiva. Trata-se, no entanto, de um atributo de fundamental importância.

Mauna é o ponto de partida para os demais angas do yoga. Sem o silêncio não é possível aquietar a mente. Sem o silêncio não há chances de perceber as mensagens que o corpo oferece. E sem a quietude da mente e sem a estabilidade do corpo não há yoga.

É fácil perceber também a importância que mauna tem no dia-a-dia, quando não estamos sobre o mat praticando asanas, pranayama ou samyama. Silenciar é a condição para saber ouvir não apenas as vozes interiores, mas também as exteriores. E saber ouvir é condição necessária para evitar os conflitos, colocar-se no lugar do outro, observá-lo e compreendê-lo verdadeiramente. Quantos desentendimentos não acontecem pelo simples fato de não saber ouvir?

Como dizem os chineses, o silêncio é ouro — o problema é que poucas pessoas estão dispostas a garimpar sua própria pepita.

***

Alguns leitores talvez estranhem eu não ter mencionado Ramana Maharshi, sábio hindu que é conhecido como o mestre do silêncio. Maharshi tinha a excepcional capacidade de transmitir lições profundas e responder as dúvidas de seus discípulos com longos silêncios. Como se trata de um mestre cuja importância ultrapassa tudo que se possa dizer sobre mauna, deixo-o para outro post. Leia sobre Ramana Maharshi na Wikipedia e aqui também.

.
link da imagem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s